Método Camões

O Método Camões® é uma proposta de multiletramento em Língua Portuguesa criada pelo professor Antonio Archangelo, no ano de 2020, durante a pandemia de COVID-19. Ele envolve a criação/utilização de estações de trabalhos em diferentes linguagens e gêneros textuais, além de estimular nas escrileituras a Tecnologias de Si para a construção de um sujeito ético. Atualmente, o “Método” é composto pela Rede Camões de Jornais Escolares com as seguintes plataformas:

Jornal do Camões

Jornal Darwin

Jornal Clarice Lispector

Uivantes Records

Sociedade dos Poetas Uivantes

Agência Lima Barreto

Cia de Teatro I-Juca Pirama

Atualmente o Método é objeto de doutoramento pela FCLar/Unesp e integrante do GESTELD – Grupo de Estudos em Educação, Sexualidade, Tecnologias, Linguagens e Discursos (Gesteld) – Unesp/CNPq

PILARES

MULTILETRAMENTO

“A Pedagogia dos Multiletramentos tem uma visão de mente, sociedade e aprendizagem baseada na suposição de que a mente humana é incorporada, situada e social. Ou seja, de que o conhecimento humano é embutido em contextos sociais, culturais e materiais e seu conhecimento desenvolvido como parte de um processo de interações colaborativas com outros de diferentes habilidades, contextos e perspectivas que fazem parte de uma mesma comunidade” (COSTA SILVA, 2016, p.12 Apud:KALANTZIS, 2000) 

TÉCNICA FREINET

“[…] não é menos verdade que os princípios de modernização admitidos pela indústria são evidentemente válidos em educação, que um atraso técnico resulta sempre, em última análise, num atraso de civilização e que o progresso social do nosso mundo em crise necessita de uma modernização paralela dos nossos métodos e dos nossos utensílios de trabalho escolar” (FREINET, 1974, p. 7)

TECNOLOGIA DE SI

“Falei de três técnicas de si definidas pela filosofia estóica: as cartas aos amigos e o que elas revelam de si; o exame de si mesmo e de sua consciência, que compreende a avaliação daquilo que foi feito, daquilo que deveria ter sido feito, e a comparação dos dois. Gostaria, agora, de considerar uma terceira técnica definida pelos estóicos: a askêsis, que não é a revelação do si secreto, mas um ato de rememoração.” (FOUCAULT, 1988, p. 12)

COMO UTILIZAR O MÉTODO?

Foucault (2004, p. 323-324):

[…] devemos entender que há quatro grupos principais de “tecnologias”, cada um deles uma matriz  de  razão  prática:  (1)  tecnologias  de  produção,  que permitem  produzir, transformar  ou  manipular  as  coisas; (2) tecnologias dos sistemas de signos, que permitem utilizar signos, sentidos, símbolos ou significação;(3) tecnologias de poder, que determinam a conduta dos indivíduos e os submetem a certos fins ou dominação, objetivando o sujeito; (4) tecnologias de si, que permitem aos indivíduos efetuar, com seus próprios meios ou com a ajuda de outros, um certo número de operações em seus próprios corpos, almas, pensamentos, conduta e modo de ser, de modo a transformá-los com o objetivo de alcançar um certo estado de felicidade, pureza, sabedoria, perfeição ou imortalidade.

NÚMEROS

1500+

Textos produzidos por alunos participantes do Método anualmente.

7+

Sete plataformas para produção de conteúdos interdisciplinares como podcasts, videocasts, revista e jornais escolares.

150

De alunos integrantes as práticas propostas pelo Método no ano de 2022.

PRÊMIOS

SOBRE NÓS

Método destinado a escolas públicas como uma alternativa ao multiletramento em Língua Portuguesa para alunos do Ensino Fundamental e Médio.